O Vinho e o seu consumo

As propriedades do vinho são preciosas, inumeráveis e insubstituíveis. Antes,  é importante estabelecermos o limite diário de seu consumo.

De fato para aproveitarmos as suas inumeráveis virtudes não cabe dúvida que é necessário não ultrapassarmos o limite diário geralmente admitido pelos especialistas no assunto, e confirmados por estudos em laboratórios. Para o professor Tremoliers, em seu último congresso sobre o alcoolismo, quando se trata de sujeitos adultos, em bom estado de saúde e com uma dieta alimentar equilibrada e saudável, o organismo pode normalmente e facilmente oxidar um litro de vinho para o homem e três quartos de litro para a mulher. Passando desses limites, e se uma das condições citadas acima não seja boa, (desnutrição, por exemplo), o álcool se oxida mediante processos tóxicos que justificam a sua nocividade.

Quando essa dose diária não é sobrepassada, e además se tem a preocupação de repartí-la entre o almoço e o jantar, o vinho pode então desempenhar o seu papel de alimento tônico e benéfico.

É necessário considerar antes de tudo e por regra geral, que um indivíduo com boa saúde, deve permanecer entre estes limites. O alcoolismo, a largo tempo foi visto como uma fatal paixão, um vício. Hoje ele é considerado cada vez mais em patologia médica como uma enfermedade, e das graves! O alcoolismo é uma submissão física complicada e com uma obsessão mental,  cujas vítimas são sujeitos que sofrem um estado psico-afetivo particular, não importando se tornarem pessoas alcoólatras. Portanto, não há razão para condenar o vinho a um ostracismo que não merece, e de dar um complexo de alcoólatra às pessoas que o usam prudentemente.

Já é clássico e comprovado o fato de que os maiores estragos do alcoolismo se registram precisamente nas regiões  que não têm o costume de cultivar a vinha em seu solo. Isto certamente não significa que os grandes produtores e consumidores de vinho não estejam expostos aos efeitos produzidos pelo abuso de álcool. Os transtornos de personalidade perturbada por desordens de diferentes origens, estão comprovados sobre os consumidores habituais de snacks, cocktails,  de bebidas espirituosas, ou de outras de qualquer origem que contêm álcool de boa ou má qualidade. São estas bebidas em que o álcool provoca estragos, e não aos consumidores moderados  de vinho de boa procedência.

O vinho fornece ao corpo todas as vitaminas contidas nas uvas, e mesmo se fosse só por essa riqueza  não seria um exagero rotularmos o vinho de “bebida viva.”

>>seguiremos mais com o vinho no próximo tópico.

Sobre CocarCafeGourmet

O Cocar Café Gourmet é uma empresa MEI - Microempreendedor Individual, apta a auxiliar a planificação e elaboração de um serviço gourmet para a sua empresa ou em sua própria casa, facilitando suas pequenas festas, reuniões ou simplesmente suas próprias refeições da semana que você poderá congelar em seu freezer.
Esse post foi publicado em Alimentação, Dieta Mediterrânea, Saúde. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s