Sanduíche roulé vegetariano

 para cada sanduíchesanduíche

1 pão sírio de grãos germinados

2  colheres de (chá) de manteiga de amêndoa

3 colheres de (sopa) de tofu picado

1 talo de cebolinha verde picada

5 dátiles sem caroços e cortados ao meio

3/4 de xícara de cenoura ralada

Sobre o disco do pão sírio espalhe cada ingrediente na seguinte ordem: manteiga de amêndoa, tofu , cebolinha verde, cenoura e dátiles. Enrole bem firme  e desfrute.

Cocar Café Gourmet

Publicado em Receita da semana | Deixe um comentário

Manjericão: o sabor inconfundível

Definição

O manjericão é uma erva comumente usada na culinária, mas também tem muitas virtudes que podem ser extremamente úteis para a saúde. Na verdade, o manjericão é rico em antioxidantes que luta contra o desenvolvimento de doenças cardiovasculares e certos tipos de câncer. Ele também reduz o nível de açúcar no sangue, o que faz com que seja útil para a diabetes. Esta planta também contém uma grande quantidade de vitamina K, que é essencial para estimular as proteínas envolvidas no processo de coagulação.

basilic

Onde colocar o manjericão no menu?

Para o prato principal: basta uma colher de pesto sobre a massa e pronto. Só prazer na hora de comer.

Para a sobremesa: um sorvete com sabor de manjericão desperta o paladar menos apurado.

No chá: uma infusão de “manjericão” para pacificar o estômago sobrecarregado.

A ingestão de antioxidantes de um tempero muito saudável.

Os princípios ativos e as propriedades

As ervas aromáticas geralmente não são consumidos em grandes quantidades. Usadas apenas como temperos, razão pela qual não pode fornecer todos os benefícios de saúde que lhes são atribuídos. Adicionar as ervas no preparo dos alimentos de forma regular ajuda a contribuir significativamente, mesmo que minimamente, a ingestão de antioxidantes na dieta. – é uma boa fonte de vitamina E, B3, B6, K e zinco. Devido à presença do magnésio, o manjericão melhora a saúde do sistema cardiovascular, pois estimula os músculos e vasos sanguíneos a relaxar, melhorando o fluxo sanguíneo e reduzindo o risco de arritmias cardíacas. — Ele possui flavonóides, que protegem as estruturas celulares e os cromossomas contra a radiação e contra os efeitos dos radicais livres. O alimento também é antiinflamatório, estimulante digestivo, calmante e previne problemas digestivos e infecções no intestino.

Conservação

Desidratado:  o manjericão perde muito do seu sabor na secagem. É melhor comer fresco ou congelado. No entanto, para algumas receitas tradicionais, requer o manjericão seco.

Geladeira: pique as folhas e coloque-as no azeite de oliva com sal. Selar o frasco firmemente e guardá-lo na geladeira.

Freezer: passar as folhas frescas em um processador para obter um purê. Adicione o azeite de oliva, se desejar. Coloque-o em uma forma de cubos de gelo para congelar. Em seguida, coloque os cubos individualmente em um saco de freezer.

Cocar Café Gourmet

Publicado em Colesterol, Fitoterápicos, Saúde | Deixe um comentário

Sobre a dieta Dukan

Este programa não é destinado a pessoas portadoras de Diabetes, dependentes de insulina, que tenham distúrbios do comportamento alimentar, problemas de insuficiência cardíaca e/ou renal, com depressão, ou ainda para grávidas ou em período de amamentação, e lactantes. Para essas pessoas, previamente à adoção de qualquer programa alimentar, o aconselhamento e o acompanhamento adequado de um médico, de um nutricionista e/ou de qualquer outro profissional da área de saúde é fortemente recomendado.

Pierre Dukan, nutricionista há 30 anos, especialista em comportamento alimentar e autor de vários livros sobre dietética, em seu livro “Eu não estou perdendo peso”, detalhou um método para perder peso.

pierre-dukan-dieta

O método Dukan propõe um retorno aos alimentos fundadores da espécie humana, os dos primeiros seres humanos, com uma lista de 100 alimentos, incluindo 72 proteínas e 28 legumes. E esta oferta está sujeita a uma palavra mágica : “a vontade”.

Em 2014, Pierre Dukan lança uma variante do seu método “Dukan Express” ou método “Escada nutricional”.

O princípio

Uma grande vantagem do método é a sua alta estrutura construída de enquadramento. É um sistema composto por apenas alimentos naturais (sem sachês) que facilitam o retorno ao normal aos poucos através de suas quatro fases.
–  Fase ATAQUE fase de alguns dias, com efeito imediato. Sua curta duração varia de acordo com o peso a perder e está composta exclusivamente  de alimentos ricos em proteínas que podemos comer a vontade a partir de uma lista de 72 alimentos.
– A fase CRUZEIRO que deve ser continuada até que o “verdadeiro peso” (o seu peso ideal) seja atingido. Durante esta fase, a dieta deve ser de  dias alternados de proteínas puras  e de dias de proteínas acompanhadas de  vegetais .
– Uma fase de CONSOLIDAÇÃO, permitindo um retorno gradual à normalidade. É portanto, uma liberdade condicional, cujo objetivo é consolidar de forma sustentável o peso perdido, mas todavia vulnerável.
Esta fase marca o retorno gradual de alimentos “de prazer” com dois jantares de gala. Sua duração é de 10 dias por quilo perdido. Assim, abre-se o retorno a uma dieta equilibrada.
– A fase da ESTABILIZAÇÃO  é a fase final com base em alguns passos simples. Esta fase, é a mais fácil do plano, no entanto, é a mais essencial do método. De fato, 95% das pessoas que fazem dieta recuperam o peso perdido.

O Cocar Café Gourmet publica semanalmente uma receita exclusiva dessa dieta na página Dieta Dukan (Receitas)

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário

O Café e algumas de suas descobertas surpreendentes

O café se toma em todas as partes do mundo a cada dia. Entre os indivíduos mais jovens e os mais velhos também. Mas, como em tantas outras coisas que desfrutamos em nossa vida cotidiana, às vezes nos perguntamos se isso é bom ou não para nós.

Conforme os  milhares de estudos feitos sobre o café, está se tornando cada vez mais claro que beber uma quantidade moderada, até 4  xícaras pequenas por dia não faz mal à saúde e pode até ter alguns efeitos benéficos para ela. Para dissiparmos algumas equivocações,  seguem abaixo alguns dos benefícios do café para a saúde, que não são tão conhecidos como deveriam ser.

o café

O café pode proteger contra o Alzheimer?

O Alzheimer é agora uma das formas mais comuns de demência mental em nossos tempos atuais, e a sua prevenção e tratamento são um dos maiores desafios que enfrentam a saúde pública no mundo todo.
Compreender o papel do café como um fator de proteção, tem vindo a aumentar, como já foi demonstrado em estudos científicos que a ingestão de cafeína está associada com um risco menor de padecermos  de Alzheimer.

Em 1991, um  estudo foi realizado no Canadá com  6.434 pessoas com mais de 65 anos de idade,  quando o estudo começou, nenhuma delas apresentavam sintomas  do Alzheimer.
Dos 4.615 ainda vivos em 1996, apenas 194 deles foram diagnosticados com Alzheimer.
A análise destes 4.615 voluntários  mostrou que o consumo de café juntamente com outros fatores, tais como a atividade física sana e normal, foi associado com uma diminuição do risco de desenvolver o mal de Alzheimer.

Pode o café causar azia?

Azia, ou indigestão ácida, é uma condição comum e desconfortável. Ela pode vir de várias causas, de comermos alimentos pesados, gordurosos e ou muito picantes e até ao excesso de stress. Num estudo de 394 pacientes com azia, nenhuma relação foi encontrada, nem a acidez, nem a concentração de café com o ardor de estômago dos indivíduos experimentados.

Algumas pessoas dizem que têm azia depois de tomar café, mas acredita-se que o mais provável é que a combustão é devida à ingestão de alimentos antes café, e não com ele. Também não há provas conclusivas de que o café é ruim para o estômago ou que possa contribuir para a formação de úlceras gástricas ou duodenais.

Cria o café algum tipo de dependência?

Não. Ao beber o café regularmente pode ser chamado de um hábito, e embora se saiba que o café pode servir como um estimulante e manter alerta o indivíduo, não pode  ser confundido de modo algum que ele cria dependência ou vício.  Não há nenhuma evidência de que a cafeína tenha consequências físicas e sociais comparáveis​​, mesmo que remotamente, como acontece nos consumidores de drogas narcóticas.

A cafeína não age em áreas do cérebro responsáveis ​​pela recompensa, motivação e da adicção como no caso dos viciados em anfetaminas, maconha, crack, cocaína e tabaco.

Cocar Café Gourmet

Publicado em Saúde, Saúde mental | Deixe um comentário

Ameixa seca – aliada na dieta de emagrecimento

A fruta também protege do ácido úrico e doenças reumáticas.

ciruelas

Muito apreciada em doces, geleias e sopas, a ameixa é um importante agente terapêutico por ser fonte de antioxidantes, fibras e vitamina C, o que previne enfermidades causadas por ácidos e associadas às hiperlipidemias, provocadas principalmente pelo ácido úrico, como reumatismo, artrite, gota, entre outras, segundo a nutricionista Rafaela Isis Reis Allevato, do Hospital San Paolo, referência em São Paulo.

Rafaela ressalta também o baixo teor calórico do suco de ameixa como importante fator para quem está de dieta alimentar. “A alta concentração de fibras desse alimento e a baixa quantidade de calorias pode ser um grande aliado no processo de emagrecimento, uma vez que as fibras produzem a sensação de saciedade, além de manter o bom funcionamento intestinal,”. explica.

Consuma a ameixa negra seca regularmente e em pequenas quantidades.

Publicado em Saúde | Deixe um comentário

A saúde no prato

O que é nutrição?

Nutrição é a disciplina que estuda os alimentos e sua utilização pelo nosso corpo. Este é um elemento-chave da saúde: algumas doenças estão diretamente relacionadas com o que comemos. Reflexões sobre a ciência para a crescente importância.

A importância da boa nutrição não é uma idéia nova … Já há 400 anos (a.C.) Hipócrates disse que “comida é o nosso primeiro medicamento”, e de acordo com a medicina  milenar chinesa, os alimentos também são remédios, o que é importante de segui-la como um manual específico para prevenir e tratar as doenças. nutri

A nutrição no século passado ficou demonstrado o vínculo entre deficiências nutricionais e doenças graves. Estas diferentes formas de desnutrição continuam a ser problemas até hoje em dia  na saúde pública  dos países em desenvolvimento, tais como cegueira, devido à deficiência de vitamina A ou cretinismo, devido à deficiência de iodo.

Atualmente, há evidências de que as duas maiores causas de morte na França – doenças cardiovasculares e câncer – estão ligadas à forma de como comemos. Sabemos também que fatores dietéticos estão associados com a ocorrência de muitas outras doenças comuns como diabetes, osteoporose e obesidade e que uma boa  nutrição é um fator chave na boa saúde. Por exemplo: a aterosclerose, um fenômeno de endurecimento das artérias, pode começar cedo na vida e pode ser interrompida ou mesmo revertida se os ácidos graxos saturados na dieta forem limitados. Da mesma forma pode-se ser geneticamente predispostos a diabetes, mas nunca ser tocado pela doença se um peso aceitável for mantido. Finalmente sabemos a importância de comer fibra dietética para reduzir o risco de câncer de cólon.

É também claro que a nutrição por si só não é o único compromisso para uma saúde melhor e uma vida mais longa, mas está para além da prática regular de exercício físico, a redução do consumo tabaco e álcool, controle do estresse, limitação da exposição a riscos ambientais e outras melhoria da qualidade de vida fatores.

A base de uma boa alimentação é baseada em equilíbrio, variedade e moderação de nossa dieta. Para se manter saudável o corpo precisa de uma certa quantidade de carboidratos, gorduras e proteínas, bem como vitaminas e minerais. Ou a dieta urbana moderna é muitas vezes desequilibrada ou desestruturada e vai junto com uma vida cada vez mais sedentária. A restauração da boa prática é mais difícil do que parece e a educação nutricional deve começar cedo, especialmente considerando a obesidade infantil que vem aumentando em taxas alarmantes nos últimos anos, principalmente no Brasil.

 

 

Publicado em Alimentação, Alimentação infantil, Saúde | Deixe um comentário

Espaguete à Carbonara

para 4 pessoas

1 pacote de 250 g de espaguetes
2 ovos inteiros
4 fatias grossas de presunto
1 lata ou caixinha de creme de leite light
queijo parmesão ralado

macarrao-a-carbonara

Cozinhe o espaguete ao seu gosto em água fervente e ligeiramente salgada.

Faça dourar levemente em uma panela com um fio de azeite de oliva,  o presunto cortado em pequenos quadrados.

Quando o macarrão estiver cozido, escorra-o . Adicione-o rapidamente  ao presunto e junte os ovos  inteiros. Em seguida o creme de leite.

Misture tudo delicadamente até os ovos ficarem bem coalhados. Sirva-o quente com o queijo parmesão ralado.

Cocar Café Gourmet

Publicado em Alimentação, Receita da semana | Deixe um comentário

Culinária mediterrânea conquista a mesa dos brasileiros

Cardápio, que já é comum em vários países da Europa, ajuda a emagrecer de forma muito mais saudável.

fonte: http://gazetaonline.globo.com/_conteudo/2014/08/entretenimento/revista_ag/1495864-culinaria-mediterranea-conquista-a-mesa-dos-brasileiros.html

Imagine uma combinação perfeita na gastronomia, que enche os olhos dos deuses. Com azeite puríssimo, ervas, amêndoas e nozes. Tudo regado a um bom vinho para acompanhar os pratos divinos compostos por alimentos frescos, ricos e regados a carnes magras, hortaliças, frutas, cereais e derivados do leite. Conhecida no mundo pela sua nobreza, a culinária mediterrânea tem conquistado cada vez mais paladares.

Culinária mediterrânea conquista os brasileiros e é mais saudável

Com tanta fartura nutricional, não é à toa que os adeptos de dietas para emagrecer e manter a forma estão se aproveitando dos benefícios desse cardápio para ter uma vida mais saudável e saborosa. A chef de cozinha Cleuza Costa, dona do Della Bistrô, de Vila Velha, conta que o verde e o peixe, principalmente o bacalhau, dominam esses pratos. Os cereais e as massas são só coadjuvantes. A carne vermelha, apesar de menos comum, também ganha espaço em pratos exclusivos feitos com animais de caça. “São receitas leves, fáceis de preparar e que permitem brincar muito na cozinha”, conta.

Cleuza afirma que nem sempre é possível manter 100% do cardápio mediterrâneo, comum em vários países europeus, sendo necessário dar a ele um toque de brasilidade. “O que mais chama a atenção nessa culinária é a produção familiar dos ingredientes usados nos pratos. Geralmente, eles fazem massa caseira, com uma qualidade incrível. Os legumes usados são retirados do quintal. Eles fogem do fast food”, conta.

Culinária mediterrânea conquista os brasileiros e é mais saudável

Mas, afinal, quais são os benefícios da comida mediterrânea para o corpo? São muitos, segundo especialistas. O consumo de frutas e hortaliças, que têm, em grande quantidade, fibras, minerais e elementos antioxidantes, ajudam a emagrecer, manter o peso a até a prevenir doenças, como, por exemplo, o câncer. Também entram nesse cardápio os carboidratos saudáveis, como cereais e massas, responsáveis por dar energia ao corpo.

As leguminosas, ricas em fibra, também não podem faltar no menu mediterrâneo. “Mas é importante lembrar que consumir alguns alimentos, como carnes, por exemplo, também é essencial. O melhor é investir em produtos orgânicos, deixando de lado o açúcar e o carboidrato refinado”, explica.

Segundo Fabiana, a culinária mediterrânea realmente ajuda a pessoa emagrecer. “Mas o ideal é buscar uma dieta feita na medida para cada indivíduo, que supra as suas necessidades”. E, se for possível, ainda seja gostosa.

 O que vai à mesa na culinária mediterrânea

Hortaliças e frutas: Ricos em vitaminas, minerais, fibras e antioxidantes
Cereais: Fornecem energia, principalmente se for integral. Contém fibras, zinco, fósforo e magnésio.
Leguminosas: Ajudam a regular o intestino e a controlar o colesterol.
Oleaginosas: Fornecem as gorduras boas que ajudam a reduzir o colesterol ruim.
Peixes: Ricos em ácidos graxos e ômega 3, reduzem riscos de doenças vasculares.
Coma com cautela
Leite e derivados: Apesar de fontes de cálcio, alguns derivados, como a manteiga, podem elevar o colesterol.
Vinho tinto: A alta quantidade de flavonoides evita formação de placas de gorduras nas artérias. Mas deve ser usado com moderação.
Azeite: É rico em ácido graxo monoinsaturado, que auxilia na elevação do colesterol bom. Consuma com moderação.

O que essa gastronomia traz de bom

Mais energia
Tem efeito anti-inflamatório
Ajuda no funcionamento do intestino
Reduz o colesterol
Aumenta a massa muscular

 

Publicado em Alimentação, Colesterol, Dieta Mediterrânea, Saúde | Deixe um comentário

Risoto com tomates e manjericão

Esta receita é deliciosamente perfumada com manjericão e parmesão.

4 pessoas

3 tomates bem maduros – 1 cebola média – 250 g de arroz arbório – 1,25 litros de caldo de galinha – 25 cl de vinho branco seco – 100 g parmesão ralado – 3 colheres (de chá) de manjericão picado – 3 colheres (de sopa) de azeite de oliva – 20 g de manteiga.  

risoto

1 – Coloque os tomates lavados e cortados em cubos numa panela com o azeite de oliva. Cozinhe-os em fogo brando por 10 minutos e reserve.
2 –  Misture o caldo de galinha e o vinho branco seco em uma panela e leve para ferver. Mantenha-o quente.
3 –  Derreta a manteiga em uma panela e frite a cebola picada, mexendo sempre até dourar. Adicionar o arroz, misturando bem até que todos os grãos estejam brilhantes com a manteiga. Adicione o equivalente a uma concha do caldo quente. Cozinhe em fogo baixo, mexendo sempre, até que o líquido seja absorvido pelo arroz. Repita o processo diversas vezes, com o caldo restante.
4 –  Acrescente o tomate, queijo e manjericão. Mexa suavemente e sirva-o imediatamente.

Cocar Café Gourmet

Publicado em Dieta Mediterrânea, Receita da semana | 1 Comentário

As pias de cozinha – zonas de contaminação

As pias  são uma das mais importantes áreas de trabalho na cozinha,  não apenas para o que desempenhamos nelas, como  lavagens e preparação de alimentos,  mas também porque as suas características únicas as tornam um ponto de contaminação de alto risco para a nossa saúde.

pia_grande

Sendo a pia uma zona úmida e combinada com a presença constantemente de restos de alimentos, estabelece assim as bases para o rápido desenvolvimento de microorganismos. Se esses dois fatores somados  às altas temperaturas típicas do verão ou constantes de lugares geograficamente quentes,  a pia pode se tornar um “laboratório de cultura de germes e bactérias” para atuarem como fonte de infecção e contaminação do resto de toda cozinha e dos alimentos que são preparados na mesma. Por estas razões, é de grande interesse avaliarmos cuidadosamente a escolha dos tipos de pias,  dos materiais dos quais  elas são fabricadas e a sua localização  na cozinha,  esses cuidados não só determinam o seu grau de risco, mas também a sua limpeza e manutenção futura.

Uma pia que é usada para a manipulação de alimentos e da limpeza de todos os materiais que utilizamos na cozinha   deve estar constantemente bem desinfetada. O ideal seria todos termos um pia de duas cubas. Uma só para lavagem de alimentos e a outra para os materias de trabalho.

Depois que finalizamos a lavagem dos materias de cozinha   é preferível  secá-los  com um pano limpo e guardá-los em seus respectivos lugares. Dessa forma os manteremos  livres de possíveis fontes de contaminação.

A limpeza e desinfecção da pia depende do material que ela é fabricada. Consulte o seu fabricante. Após o processo de limpeza devemos enxaguá-la muito bem e principalmente secá-la com um pano limpo de uso exclusivo. Devemos também prestar  atenção na desinfecção das  esponjas e panos de limpeza que utilizamos em nossas pias.  Nunca os deixem sobre ela após o uso, mesmo que estejam limpos. Substitua-os regularmente. A maioria dos panos de limpeza podem e devem ser lavados  com água quente.

Evite as lixeiras sobre a pia, dê preferência por um saco plástico e descarte-o assim que terminar o seu trabalho na cozinha.

Utilize também regularmente um limpador para a tubulação (canos) e siga as instruções do fabricante. No caso de um entupimento, você deve agir imediatamente e evitar que a água se acumule no interior da pia.

Publicado em Higiene, Saúde | Deixe um comentário