Pão de farelos de aveia e trigo

Pão de farelos de aveia e trigo

pão de farelos

A base de farelos de aveia e trigo  esse pão é rico em fibras, com grande poder de saciedade e sem adição de açúcares refinados e farinhas refinadas. Um alimento que oferece sabor e o prazer de comer sem culpa e de forma saudável. Com o Pão de farelos de aveia e trigo você começa o dia mais feliz e com energia para enfrentá-lo.

O Cocar Café Gourmet (MEI) o elabora (sob encomenda apenas para a capital paulista).

Para maiores informações de como encomendá-lo:

Fone: 11-98098-4531

Email: cocarcafegourmet@gmail.com

 

Publicado em Alimentação, Café da manhã, Fibras, Saúde | Deixe um comentário

Mal de Parkinson: o iogurte poderia proteger os neurônios

O D-lactato e o glicolato podem aumentar a sobrevivência dos neurônios. Uma descoberta que poderá avançar na investigação contra as doenças neurodegenerativas, como o Mal de Parkinson.
O iogurte pode evitar a doença de Parkinson? Pesquisadores do Instituto Max Planck de Antropologia Evolucionária em Leipzig, na Alemanha, afirmaram ter observado  que o D-lactato e o glicolato, duas substâncias presentes naturalmente em alguns iogurtes, têm a capacidade de retardar ou mesmo impedir o processo de destruição neuronal associada com a doença de Parkinson. Esta doença degenerativa é caracterizada pela morte lenta e progressiva de neurônios no cérebro.  iogurte
As células nervosas afetadas pela doença se situam na chamada “substância negra”, uma pequena estrutura, localizada no centro do cérebro. A atividade mitocondrial dos neurônios cessa, quando surge o seu desaparecimento. Este processo complexo cria um desequilíbrio que causa a perda progressiva do controle do movimento. A doença manifesta-se em seguida por movimentos rígidos, tremores e perda de coordenação.
A disfunção mitocondrial, é, de fato na realidade, suspeita de desempenhar um papel no aparecimento da doença de Parkinson. O rompimento dessas “usinas de energia” das células seria prejudicial para a sobrevivência dos neurônios.
Pesquisadores alemães descobriram que o D-lactato e o glicolato, conseguiu salvar a atividade das mitocôndrias, impedindo a degeneração dos neurônios envolvidos na doença de Parkinson. A experiência foi realizada sobre as células de C. elegans. Estes vermes são vulgarmente utilizados como modelos por cientistas em biologia molecular e, especificamente para estudar o envelhecimento e morte celular (apoptose).

Par Emilie Cailleau | Topsante – jeu. 14 août 2014 08:00 HAEC
Publicado em Alimentação, Saúde, Saúde mental | Deixe um comentário

Água mineral e água potável natural

A água mineral é a que contém minerais e outras substâncias dissolvidas que alteram o sabor e dão um valor terapêutico. A água mineral natural é a água que é extraída do solo naturalmente mineralizado. Quanto mais profunda for a fonte,  mais pura ela será encontrada, porque estará mais distante da contaminação microbiológica e química da superfície terrestre. Está é uma das principais características para ser considerada uma água mineral natural. agua-mineral-300x300

Das principais diferenças que encontramos entre a água natural e água mineral natural é o gosto, o cheiro e o conteúdo de mineralização. Esses recursos são fornecidos pelas rochas e areias por que, na maioria dos casos, são filtradas e dão um toque único e especial para cada água, dependendo da área a partir da qual é extraída.

Água mineral e as mulheres

A água mineral transporta nutrientes, vitaminas e minerais como cálcio, magnésio, sódio, potássio, por isso é ótima para a pele, ela mantém o bom tom e impede a flacidez e desidratação, o que é particularmente benéfico para as mulheres grávidas. Também fortalece os ossos e dentes.  Ela equilibra a glândula sebácea, graças o seu calmante ativo como o ácido salicílico, o ácido glicirretínico, e outros compostos anti-irritantes.

As águas ricas em magnésio ajudam o relaxamento muscular, por isso são um energizador calmante e natural. As com maior teor de ferro ajudam na oxigenação dos tecidos corretamente. De acordo com o Dr. Pilar Vaquero, especialista do Instituto de Ciências da Nutrição e Alimentação do Conselho Superior de Pesquisas Científicas da Espanha, tomar água mineral trás vários benefícios, especialmente para as mulheres na menopausa.

Água mineral e o organismo

Beber moderadamente água mineral com as refeições reduz os níveis de colesterol ruim (LDL) e aumenta o colesterol bom (HDL), o que diminui o risco cardiovascular. Regula a temperatura do corpo e remove as toxinas através da transpiração.  Quando o corpo está hidratado com água mineral, ela contribui para satisfazer as necessidades diárias de minerais que o corpo necessita, uma vez que estas águas são uma grande fonte de minerais essenciais e oligoelementos. A este respeito, não há estudos científicos que têm mostrado que a água mineral rica em cálcio ajuda a prevenir a diminuição da massa óssea.

É hora de começar a beber água potável natural e água mineral.

Publicado em Alimentação, Colesterol, Saúde | Deixe um comentário

O chocolate e suas diferenças

Um dos benefícios do chocolate é fornecer energia ao organismo porque ele é rico em calorias, mas existem diferentes tipo de chocolate que têm composições muito diferentes e, por isso, os seu benefícios para a saúde também são muito distintos.

Chocolat-noir

Os benefícios do chocolate amargo ou meio amargo são, principalmente, melhorar a circulação sanguínea e prevenir o câncer, devido a sua riqueza em antioxidantes. Outros benefícios do chocolate amargo são:

  • Fazer bem ao coração porque promove um fluxo adequado de sangue devido aos potentes antioxidantes do grupo dos flavonoides que possui, que são as catequinas, epicatequinas e procianidinas;
  • Estimular o sistema nervoso central e os músculos cardíacos, pois possui teobromina, que é uma substância com ação semelhante à cafeína;
  • Dar sensação de bem estar, pois ajuda a libertar o hormônio serotonina.

Para ter todos os benefícios do chocolate amargo basta comer um quadradinho de chocolate amargo ou meio amargo, que são cerca de 6 g por dia.

Alguns tipos de chocolates

  • “Chocolate branco” – é o que não tem cacau e tem muito açúcar e gordura. Erroneamente chamado de chocolate. Só engorda.
  • Chocolate ao leite – é o mais comum e tem alguma quantidade de cacau, leite e açúcar.
  • Chocolate meio amargo – é o que tem de 40 a 55% de cacau, pouca quantidade de manteiga de cacau e açúcar.
  • Chocolate negro ou amargo – é o que tem mais cacau, entre 60 a 85%, e menos açúcar e gordura.

Quanto mais cacau o chocolate tiver, mais benefícios haverá para a saúde, por isso os benefícios do chocolate meio amargo e negro são maiores para a saúde porque eles ajudam a diminuir as doenças cardiovasculares e o câncer porque são ricos em antioxidantes.

Publicado em Alimentação, Alimentação infantil, Saúde, Saúde mental | Deixe um comentário

Infusão (chá) de Camomila

A camomila é uma erva adaptada aos climas quentes, semi-quentes, semi-secos e temperados, com abundante presença na América Latina, cujas folhas se assemelham à rendas e suas flores são caracterizadas pelas cores branco e amarelo – (parecidas com a margarida em um tamanho menor). É uma das infusões mais utilizadas no mundo,  ou aplicada diretamente sobre a parte afetada da pele.

cultivar-manzanilla-maceta-0

Desde os tempos antigos, os mexicanos têm usado esta erva para tratar distúrbios digestivos leves, como diarréia, gastrite, indigestão ou cólicas. Também é comum o seu uso para a irritação ou inflamação do olho, nesse caso é necessário cozinhá-la e deixá-la arrefecer. Outros  usos referem-se a doenças respiratórias (resfriados, tosse, asma, etc), para limpar feridas superficiais ou tratar a acne.

Nome comum: Camomila, Camomila comum

Nome Botânico: Matricaria chamomilla L., Matricaria recutita L., Matricaria chamomilla L.

Propriedades medicinais

Na sua qualidade protetora e de cura da membrana gástrica é muito adequada em todas as condições associadas com os órgãos digestivos, favorece a digestão difícil e ajuda a expelir os gases do sistema digestivo, aliviando a flatulência. Da mesma forma, é interessante o seu uso no caso de espasmos intestinais, por isso, é muito adequado para a dor de estômago. É também muito adequado em casos de úlcera gástrica, gastrite, diverticulose, diverticulite, cólicas e etc.

Ela estimula a produção da bile (o patuletina é o componente que segue este valor referencial)  protegendo o fígado ou auxiliando-o quando a hepatopatia aparece. (Basta tomar a infusão de uma colher de flores secas por cada xícara de água. Tome 2-3 xícaras por dia).

A camomila tem propriedades benéficas para os cabelos, pois ajuda a eliminar a coceira, descamação do couro cabeludo e  ajuda a matar as bactérias que são encontradas nele. Além disso, do ponto de vista estético,  clareia o cabelo (para quem possui cabelo loiro natural) e o deixa mais brilhante.

Outras propriedades:  Antineuralgico, estimulante sedativo (digestivos), anti-inflamatorio, emoliente, sedativo, antiespasmódico, carminativo, antiséptico e antimicrobiano.

Aqueles que têm alergia a plantas da família das margaridas não deve tomar infusão de camomila.

Publicado em Fitoterápicos, Higiene, Saúde | Deixe um comentário

Principais Compostos Bioativos dos Alimentos Funcionais

Os alimentos funcionais são aqueles que possuem componentes que conferem benefícios para a saúde seja através da prevenção ou do combate às doenças.

Fitoquímicos – refere-se às substâncias presentes em frutas e verduras que quando ingeridas diariamente e em quantidades estabelecidas proporcionam a prevenção do câncer e de outras doenças degenerativas.

comida-saudavel

Os principais alimentos fontes destes compostos são: frutas cítricas, alho, repolho, gengibre, soja, cebola, tomate, berinjela, brócolis, couve-flor, orégano, pepino, salsa e açafrão. Pesquisas indicam que uma dieta que inclua frutas, verduras, chá e vinho tinto oferecem em média 1 a 1,5 grama/dia de fitoquímicos.

Terpenoides – presentes na soja, nos grãos e nos alimentos verdes apresentam atividade antioxidante e relação com a redução do risco de câncer. Presente nas frutas cítricas, os limonoides são um dos tipos de terpenoides que desempenham ação quimioterápica. São exemplo ainda de terpenoide, os fitoesterois, um tipo de substancia que se assemelha ao colesterol, e que compete pela absorção no intestino, o que proporciona redução dos níveis plasmáticos tanto do colesterol total quanto do LDL – colesterol.

Compostos Nitrogenados – presentes em alimentos como, brócolis, couve flor, repolho, rabanete, palmito e alcaparra conferem proteção contra a carcinogênese e mutagênese.

Metabólitos fenólicos - são representados pelos ácidos fenólicos, polifenois e flavonoides. São encontrados principalmente no pêssego, ameixa e em nectarinas. De maneira geral, os componetes fenólicos apresentam propriedades, anti-inflamatórias, antidiabéticas e anti-obesidades, sendo importantes no combate do LDL-colesterol e das doenças cardiovasculares.

Ácidos Graxos – representados pelos ácidos graxos poli-insaturados, ômega-3 e ômega-6, são encontrados em peixes como o salmão, em óleos vegetais, em sementes como a linhaça e nas nozes. Atua na prevenção das doenças cardiovasculares e na redução dos níveis de triglicérides, colesterol total e na redução da pressão arterial.

É importante lembrar que para melhor aproveitamento dos benefícios citados devemos associar o consumo destes alimentos às práticas de vida saudáveis, tais como, redução do consumo de bebida alcoólica e prática de exercícios físicos.

Fonte: http://www.portaleducacao.com.br/nutricao/artigos/19145/principais-compostos-bioativos-dos-alimentos-funcionais#ixzz3BSKprLBv
Publicado em Alimentação, Dieta Mediterrânea, Saúde, Saúde mental | Deixe um comentário

Alimentação para portadores de Alzheimer

Atualmente sabemos que a população mundial está envelhecendo. Com o aumento da expectativa de vida, o número de idosos no mundo não pára de aumentar. Infelizmente alguns desses indivíduos não chegam saudáveis nessa fase da vida.

Diversas doenças acometem esses indivíduos, principalmente as doenças motoras e as doenças neurológicas, como depressão e o Alzheimer. Hoje, iremos falar um pouco a respeito de como podemos contribuir através da alimentação para a melhora da qualidade de vida do idoso portador de Alzheimer.

1

O Alzheimer pode ser denominado também como demência primária ou senil e corresponde a quase metade (50%) das demências que atingem os idosos.

Embora ainda não esteja estabelecido, o início da doença pode estar relacionado com alguns mecanismos do nosso organismo, como a genética, a diminuição do metabolismo cerebral e a  grande presença de radicais livres. A doença de Alzheimer é uma doença neurológica, degenerativa, progressiva e irreversível.

Como características gerais dos portadores de doença de Alzheimer podemos citar: o esquecimento, falhas de memória recente (é  comum o idoso lembrar-se somente da vida passada), desorientação de espaço e temporal perdendo a orientação de local e hora, apatia- muitas vezes confundida com depressão, dificuldade de reconhecimento de familiares  amigos, falta de apetite e/ou não alimentação, dentre outros.

A contribuição do Nutricionista pode ser realizada por meio de orientações de como deve ser a alimentação desses indivíduos, pois juntamente com a falta de apetite ocorre a diminuição do peso corporal, o que pode contribuir com o avanço da doença rapidamente, pois a má alimentação pode gerar possíveis perfusões no cérebro.

Além disso, as condições de mastigação do idoso, problemas de deglutição agravados não só pela idade, mas também pela doença, e o esquecimento de realizar as refeições contribuem para a piora do quadro.

Portanto, são necessários ajustes e adaptações na alimentação desses indivíduos para que se possa contribuir com a melhora dos hábitos alimentares.

Podemos relacionar as seguintes ações:

* Fracionar as refeições, em pequenas porções e vária vezes ao dias;

* Adequar as preparações para a idade e situação do idoso, utilizando preparações pastosas e sucos de frutas contribuindo com o aumento da densidade calórica;

* Evitar extremos de temperaturas como muito quente e/ou muito frio;

* Não alimentar o indivíduo deitado;

Além desses cuidados, alguns tipos de alimentos podem ajudar a tornar o desenvolvimento dos sintomas mais lento, contribuindo assim com melhora do quadro geral. Esses alimentos são os chamados alimentos funcionais, que por serem ricos em compostos bioativos podem trazer efeitos positivos em diferentes doenças, dentre elas o Alzheimer.

Esses compostos agem como antioxidantes, ou seja, previnem os danos causados pela atuação dos radicais livres, fazendo com que a comunicação entre os neurônios seja mais eficiente. Esse processo pode contribuir para reduzir o avanço da doença.

Alguns alimentos rico em antioxidantes que podem ser utilizados de forma prática na alimentação desses indivíduos são: a laranja (rica em vitamina C); o brócolis (rico em flavonóides); o mamão (rico em b-caroteno); o tomate (rico em licopeno); o alho (rico em glicosinolatos).

Cabe ressaltar, que a alimentação desses indivíduos requer cuidados específicos e portanto deve-se procurar orientação de um profissional capacitado e/ou um Nutricionista, que irá avaliar e orientar de acordo com cada caso.

Portanto, uma alimentação bem variada e equilibrada, que apresente uma combinação de nutrientes e compostos biativos durante toda a vida pode diminuir o risco do aparecimento da doença de Alzheimer.

Fonte:  ANutricionista.Com – Tatiana de Oliveira Rocha – CRN4 10100062 -

 

Publicado em Alimentação, Saúde, Saúde mental | Deixe um comentário